Etapas da Criação de um Roteiro

por - 12:46

A série de links abaixo é de autoria de outros roteiristas e professores que compartilharam seus conhecimentos sobre cinema. São materiais muito ricos, com vários exemplos de cada etapa da construção do roteiro.


Um roteiro se inicia de uma ideia, um fato, algo que provoque o escritor, como Marcelo Andrighetti menciona: "Toda história tem um motivo para ser contada. Existe um ponto de vista em tudo o que você lê e vê por aí, seja a paixão do autor por um determinado assunto, um sentimento de revolta com a sociedade ou até mesmo uma decepção amorosa."

O tema está intrinsecamente ligado a sua ideia. Muitos escritores só descobrem o tema que está implicitamente estabelecido nas suas histórias quando já estão terminado o último tratamento do roteiro, mas é importante saber o que você realmente quer discutir com o seu filme. O roteirista e professor Thiago Fogaça tem um artigo muito interessante a respeito do assunto publicado na revista ABRA:

Medos e Desejos - o que torna humanas as histórias

Depois de definido o tema, a próxima etapa é a criação da premissa ou logline da história. No site Tertúlia Narrativa há um artigo específico com dicas sobre a criação da logline:

Logline: seu roteiro em uma linha

Outra etapa rumo a escrita de um filme é a criação da storyline ou sinopse. No artigo "Como é um roteiro de cinema e tv?" você encontra a definição rápida dessas etapas. Alguns autores defendem que há diferença entre a storyline e a sinopse, sendo a última um desenvolvimento mais longo da história, ficando entre a storyline e o argumento. Cristina Susigan publicou um exemplo de sinopse longa no artigo "Um novo exemplo de sinopse".

Quando precisei escrever o argumento de uma ficção para um edital, analisei com cuidado os ótimos exemplos que o pessoal do Tertúlia Narrativa divulgou em seu artigo "Argumento: quando a história começa a tomar forma". Bill Labonia também compartilha em seu site o conceito de testamento artístico, que é outro documento que pode ser solicitado ao roteirista, confira AQUI.

Outro estágio pelo qual o roteirista passa é a escaleta, que é um esboço estruturado da história antes de iniciar a escrita do roteiro propriamente dito. Compreenda a importância da utilização dessa ferramenta nos posts "Escaleta: estruturando a história em um roteiro"  e "Visualizando seu Roteiro - O Quadro".



O Pitching é um processo posterior à escrita do roteiro audiovisual. É o processo de "venda" do seu script. Os artigos selecionados são ótimas referências para o assunto. Paula Knudsen compartilhou um check list para o seu primeiro pitching AQUI. Jefferson Navarim fala sobre pitching de roteiros para a TV no post "Pitching - Como vender seu roteiro para tv?" No artigo "The Perfect Screenplay – O desafio de “pitch” em cinema" Monica Solon compartilha a experiência de participar do evento chamado “The Perfect Screenplay“. Ela comentou vários exemplos interessantes. Não deixe de conferir!

Você também pode gostar destes...

0 Comments